Voltar

Temer garante: governo vai completar agenda e reformar Previdência

13.11.2017

Reformar uma casa dá trabalho e causa um certo transtorno para os moradores e vizinhos, mas o resultado final compensa. Ao usar esta analogia, o presidente da República, Michel Temer, reforçou o compromisso do Governo do Brasil com a aprovação da agenda reformista no Congresso Nacional.

“Nós vamos completar esta fórmula reformista que nós adotamos no País durante este governo”, afirmou Temer, em evento no Palácio do Planalto para entrega do Cartão Reforma a beneficiários do programa em Caruaru (PE). Após a entrada em vigor do teto de gastos públicos, da modernização trabalhista e do novo ensino médio, a prioridade do governo é a reforma da Previdência Social. “Quando a casa estiver pronta, todos irão aplaudir.”

Para Temer, é essencial acabar com privilégios que estão previstos nas regras atuais. O presidente da República disse ser “sem sentido” que um trabalhador da iniciativa privada leve mais tempo para se aposentar do que um funcionário público, por exemplo, e com um valor de aposentadoria menor. “Estamos cortando privilégios”, disse.

Apresentada ano passado pelo Governo do Brasil, a proposta de reforma da Previdência atualmente aguarda votação no plenário da Câmara dos Deputados. Ela prevê uma idade mínima para homens (65) e mulheres (62) se aposentarem, além de estabelecer uma regra de transição e igualar os regimes dos trabalhadores da iniciativa privada e dos servidores públicos.

Fonte: Planalto

FONTE: Planalto