Voltar

Presidente Michel Temer: Com reformas, Brasil fica próximo de retomar grau de investimento

20.03.2017

Com aprovação de reformas visando a retomada da economia e a modernização da legislação, o Brasil caminha para reconquistar o grau de investimento das agências internacionais de classificação de risco. Para o presidente da República, Michel Temer, este cenário se torna mais próximo diante da melhora das perspectivas econômicas e da retomada da confiança.

O grau de investimento é uma nota conferida por agências internacionais para medir o nível de segurança de um país para investidores. No seu discurso durante a posse do novo conselho de administração da Câmara Americana de Comércio Brasil-Estados Unidos (Amcham), Temer ressaltou a percepção de que o Brasil está melhorando economicamente.

Citando os números recentes da economia, como a queda da inflação, a diminuição da taxa de juros e o saldo positivo na geração de empregos em fevereiro, ele ressaltou que a avaliação de risco do País foi reduzida, nos últimos meses, a um nível próximo ao necessário para obter o grau de investimento.

“Isto tudo (…) em menos de dez meses, se tanto, de governo. Vai significar que, ao longo do tempo, não é improvável que nós alcançamos uma numeração que já nos permita retomar o chamado grau de investimento. Que é importantíssimo para o Brasil”, afirmou o presidente.

Coragem

Na última semana, a agência de classificação de risco Moody’s alterou a perspectiva para o Brasil de negativa para estável. Desta forma, sinalizou para os investidores que a economia brasileira caminha em cenário positivo. A agência citou as reformas econômicas implementadas pelo governo federal e queda acentuada da inflação.

Nesse sentido, Temer afirmou que o governo federal age de forma “corajosa” ao implantar reformas que assegurem a retomada dos empregos e da economia. “Tudo isso, eu confesso a vocês, nós fazemos tendo em vista o emprego, porque nós temos milhões de desempregados no nosso País. E nós sabemos que pouco a pouco isso vai sendo retomado”, disse.

Relação com EUA

A uma plateia formada por líderes empresários, Temer relatou a conversa telefônica com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, neste sábado (18). Segundo ele, há concordância entre os dois países para levar adiante uma agenda de crescimento na relação bilateral. O foco, para Temer, deve ser “desatar nós” na burocracia comercial.

Diante desses esforços, o presidente chamou a atenção para medidas propostas pelo governo federal, como a reforma da Previdência e readequação das regras trabalhistas, que possuem o potencial de gerar mais empregos e atacar a “raiz da recessão”.

Fonte: Portal Planalto

FONTE: Portal Planalto