Voltar

Presidente Michel Temer aponta reforma para garantir futuro da Previdência Social

21.02.2017

O presidente da República, Michel Temer, reforçou nesta terça-feira (21) a necessidade de se reformar a Previdência Social para evitar o colapso do sistema de pagamento de aposentadorias e benefícios sociais. Durante reunião com deputados e integrantes do governo, Temer ressaltou a importância do debate para evitar a divulgação de informações imprecisas sobre o tema.

“Nós temos a consciência, como todos devem ter, de que ou você arruma a casa de natureza previdenciária, ou você tem mais adiante um desastre no setor previdenciário. Como de resto vem se verificando em certos estados da federação”, afirmou Temer. Também participaram da reunião líderes partidários, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o secretário de Previdência, Marcelo Caetano.

Temer disse aos parlamentares que a proposta procura solucionar o déficit da Previdência para não comprometer o pagamento do benefício no futuro e não prejudicar os programas sociais. No ano passado, foi registrado um déficit de R$ 149,7 bilhões no sistema. Caso não ocorram mudanças nas atuais regras, pode haver prejuízos para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), para o Minha Casa Minha Vida, para o Bolsa Família.

Segundo o presidente, é preciso contestar a ideia de que o governo irá exigir que o trabalhador contribua por 49 anos para poder se aposentar. Um trabalhador com 65 anos de idade, por exemplo, e, no mínimo, 25 anos de contribuição poderá ter 76% da aposentadoria. O presidente disse ser importante ressaltar dados como esse para não “prejudicar a percepção daqueles que querem discutir a Previdência”.

Fonte: Portal Planalto 

FONTE: Portal Planalto