Voltar

Nova base curricular representa um marco para a educação do Brasil

20.12.2017

A sanção da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um marco histórico para a educação brasileira, afirmou nesta quarta-feira (20) o Presidente da República, Michel Temer, durante cerimônia de homologação do texto nesta quarta-feira (20).

“Nós devemos realmente celebrar hoje mais um marco da educação em nosso País”, disse Temer. Na visão do presidente, o diálogo e o esforço concentrado desde maio de 2016 possibilitaram a formulação de uma base obrigatória para todo o Brasil.

Desde 2013, o texto da base comum era discutido pelo governo. Depois de ser complementado com contribuições da população por meio de consulta pública e aprovado pelo Conselho Nacional de Educação, o documento foi homologado pelo Ministério da Educação. Ao todo, mais de 12 milhões de pessoas enviaram sugestões.

“A base curricular é a bússola de nossas escolas e indica com precisão a direção a caminhar. Temos mais clareza das competências que nossas crianças devem desenvolver ao longo da vida escolar”, ponderou o presidente. As escolas têm até 2020 para se adaptarem ao novo modelo.

Juventude

Além de homologar a nova base, o Governo do Brasil autorizou a destinação de R$ 100 milhões para a implantação da BNCC. A matéria orienta o padrão que deve ser seguido pelos currículos da educação básica em todo o País quanto as competências e habilidades que todos os alunos devem desenvolver em cada etapa.

“Estamos promovendo a igualdade de todos os alunos, seja no sistema público, ou privado, que passam a ter o padrão de aprendizado e núcleo conjunto de conhecimento”, afirmou o presidente, destacando a preocupação em oferecer oportunidades para os brasileiros construírem um futuro melhor.

20/12/2017 Cerimônia de Homologação da Base Nacional Comum Curricular

 

FONTE: Planalto