Voltar

Michel Temer participa de evento sobre comércio exterior no RJ

09.08.2017

O presidente da República, Michel Temer, participa, nesta quarta-feira (9), da cerimônia de abertura do Encontro Nacional de Comércio Exterior 2017 (Enaex). Evento que reúne especialistas, empresários e representantes do governo, o Enaex tem como objetivo propor soluções para tornar o comércio exterior brasileiro mais competitivo, inovador e sustentável.

Para o presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, as reformas apresentadas pelo governo Temer são “indispensáveis” para o comércio exterior. Com as medidas, custos aos exportadores serão reduzidos, aumentando a competitividade dos produtos brasileiros no mercado externo.

“Com a aprovação das reformas, o nosso comércio exterior muda e o País também. A redução de custos não vai afetar apenas o comércio exterior, mas também o mercado interno”, afirma Castro. Além de Temer, participam também do encontro os ministros da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira; e dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella.

Balança comercial

Nos sete primeiros meses deste ano, a balança comercial brasileira atingiu resultado recorde e obteve o melhor saldo para o período, com superávit de US$ 42,5 bilhões. O valor é o melhor da série histórica, iniciada em 1989, e ficou 50,6% superior ao alcançado de janeiro a julho de 2016.

Segundo o presidente da AEB, o Brasil deve atingir saldo de US$ 63 bilhões no final deste ano. Isso fará com que o país seja o quinto maior superávit do mundo. A China é o principal importador de commodities do Brasil. Já o maior comprador dos produtos manufaturados que o País produz é a Argentina.

Encontro nacional

Esta é a 36ª edição do Enaex 2017 e tem como tema: Reduzir custos para exportar, reindustrializar e crescer. Durante os dois dias de evento, 9 e 10 de agosto, estão previstos workshops, painéis e debates sobre os principais temas relacionados ao setor. O objetivo é melhorar a competitividade dos produtos brasileiros.

Temas como transportes, logística, financiamento, novos mercados, negociações internacionais, serviços, inovação, competitividade e sustentabilidade serão abordados. São esperadas entre 2 mil e 3 mil pessoas entre os dias de evento.

Fonte: Portal Planalto

FONTE: Portal Planalto