Voltar

Governo determina conversão de multas ambientais em projetos no Velho Chico

09.03.2018

A recuperação de oito sub-bacias do rio São Francisco e áreas em processo de desertificação no rio Parnaíba será financiada com recursos arrecadados de multas ambientais. Classificada como “histórica” pelo Ministério do Meio Ambiente, a medida vai beneficiar todo o País, que terá água em quantidade e em qualidade.

Pela proposta, estão previstos serviços de recuperação de nascentes e manejo de solo em 7,2 mil hectares de área, de modo a favorecer a infiltração da água e evitar a erosão. A área entre Minas Gerais e a Bahia é responsável por mais de 60% do volume de água que abastece o São Francisco.

Revisão

“Você alimentando o Rio Fão Francisco, você está alimentando também a transposição”, afirmou o presidente da República, Michel Temer, em pronunciamento gravado para as redes sociais. Estava prevista uma cerimônia em São Roque (MG), mas que acabou cancelada devido ao mau tempo na região.

Na visão do ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, as mudanças climáticas no planeta provocaram uma revisão na forma de agir pela preservação. “Durante muito tempo, as pessoas se preocupavam com a qualidade da água. Hoje, a gente se preocupa também com a quantidade da água. (…) É histórica essa nossa atitude”, afirmou.

“Propriedades particulares rurais que vão ter uma melhoria da qualidade ambiental com melhor proteção das nascentes e com isso vai melhorar a quantidade e a qualidade da água do rio São Francisco”, destacou o chefe do Parque Nacional da Canastra, Fernando Tizianel.

FONTE: Planalto