Voltar

Brics pretende fortalecer cooperação nas áreas de saúde e aviação regional

24.07.2018

A cooperação em aviação regional e a criação de um centro de pesquisa em vacinas estão entre os assuntos que serão tratados durante a 10ª Cúpula do Brics – grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Prevista para ocorrer entre amanhã (25) e sexta-feira (27), em Joanesburgo, a reunião também servirá de palco para os países do bloco negociarem a abertura de um escritório regional do Novo Banco do Desenvolvimento, o Banco do Brics, em São Paulo. 

No encontro, os países devem assinar um memorando para fortalecer o intercâmbio de boas práticas, a troca de informações sobre marcos regulatórios e a prospecção de mercados da aviação regional. A ideia, de acordo com o Departamento de Mecanismos Inter-regionais do Itamaraty, é levar para o Brics um plano que o Brasil tem com os Estados Unidos.

Saúde

Outra prioridade será a inauguração do Centro de Pesquisa em Vacinas do Brics, na África do Sul. Idealizado pelo representante sul-africano do bloco, o centro terá como foco o desenvolvimento de novas vacinas e a ampliação da capacidade de manufatura farmacêutica nos cinco países.

União  

De acordo com o subsecretário-geral para Ásia e Pacífico do Brics, Sardinha Pinto, a declaração de Joanesburgo deve defender ainda o multilateralismo. Ou seja, a união de vários países trabalhando para o desenvolvimento de um determinado tema. “Há uma preocupação nossa, do Brasil e de nossos parceiros no Brics, em fazer uma manifestação bastante firme e segura dos princípios que norteiam o multilateralismo”, afirmou.

Cientistas, estudantes, representantes governamentais e empresários dos países do bloco poderão atuar em projetos conjuntos a partir da cooperação entre parques tecnológicos, que vai auxiliar no desenvolvimento de pequenas e médias empresas e também será tratada na cúpula.

FONTE: Planalto