Voltar

Anfavea aposta em exportação recorde de veículos após reformas e retomada da economia

14.11.2017

Com um ambiente mais propício para negócios, após medidas econômicas apresentadas pelo Governo do Brasil, como a derrubada dos juros e a queda da inflação, o setor automotivo se aproxima de um ano histórico em 2017. A expectativa dos representantes das indústrias é que o País registre número recorde na exportação de veículos.

“Nós devemos terminar o ano de 2017 com recorde histórico de exportações: 745 mil veículos exportados, mas entendo que temos espaço de crescimento ainda maior”, disse o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotivos (Anfavea), Antonio Megale, em entrevista ao Planalto.

Neste ano, o setor no Brasil vendeu 627,8 mil veículos para outros países até outubro, um avanço de 56,7% na comparação com o mesmo período do ano passado. No mesmo mês, foi registrado outro aumento: a produção de veículos no País cresceu 42,2%.

Medidas

Pelas contas da Anfavea, o setor deve registrar um crescimento de 25,2% neste ano, com 2,7 milhões de veículos montados. Se confirmada a estimativa, essa deverá ser a maior produção de automóveis em três anos.

Um cenário mais otimista é previsto pelo presidente da Wolkswagen Brasil, Pablo Di Si. Na visão dele, o setor automotivo brasileiro deverá crescer a uma taxa de 10% ao ano até 2020, o que se traduz em mais investimentos, geração de riqueza e emprego.

Para Mengale, esses resultados só foram possíveis após o governo tomar uma série de medidas para melhorar o ambiente econômico. “A gente tem que valorizar e saudar a evolução da questão econômica do País. Obviamente a redução da inflação, da taxa de juros, consequência das várias reformas que já foram implementadas, nos traz um ambiente de negócios muito mais positivo”, disse.

Fonte: Planalto, com informações da Anfavea

FONTE: Planalto