Jogos Olímpicos impulsionaram investimentos federais no esporte

28/12/2016 por: marcella

A histórica e bem-sucedida realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 marcaram o ano do esporte nacional. O megaevento movimentou o País, incentivou a prática do esporte e despertou o sonho olímpico em muitos brasileiros.

Mesmo após o fim dos Jogos, os investimentos do governo federal permaneceram durante o segundo semestre do ano. O Bolsa Atleta, por exemplo, abriu inscrições voltadas à preparação para o próximo ciclo olímpico.

Além disso, o governo inaugurou um centro de levantamento de pesos e um complexo aquático equipados para atender atletas de alto rendimento. E o campo olímpico de golfe entrou em funcionamento em regime de soft opening, tornando-se o primeiro campo público de 18 buracos de nível internacional do Brasil.

Confira essas e outras ações de destaque do esporte em 2016. 

Câmara dos Deputados aprova maior prazo para a Lei de Incentivo ao Esporte

A Câmara dos Deputados aprovou o regime de urgência para votar o Projeto de Lei (PL) 364/2015, que estende o prazo da Lei de Incentivo ao Esporte até o ano de 2028.

Na mesma sessão, o deputado João Derly (REDE-RS) apresentou o projeto de lei (PL 130/2015), que prevê que pessoas jurídicas possam direcionar até 3% do imposto devido a projetos esportivos aprovados por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Atualmente, o limite é de apenas 1%. Para pessoas físicas, o número passaria de 6% para 9%. 

Bolsa Pódio abre inscrições para modalidades olímpicas e não olímpicas

O ministério do Esporte abriu, em 22 de dezembro, edital para inscrições do Bolsa Atleta na categoria Pódio, como preparação para o próximo ciclo olímpico. Por isso, o patrocínio é voltado para esportistas de modalidades individuais que compõem o programa dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Antes, no dia 11 de novembro, o governo abriu também edital do Bolsa Atleta para esportistas de modalidades que não integram os programas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Os contemplados serão subdivididos nas categorias Internacional e Nacional, com bolsas no valor de R$ 1.850,00 e R$ 925,00, respectivamente.

Governo inaugura Centro de Levantamento de Pesos

Em novembro, foi inaugurado o Centro Nacional de Levantamento de Pesos, no Rio de Janeiro. A instalação, localizada no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), é a primeira do País exclusiva para modalidade e a mais moderna do gênero da América Latina.

O centro foi construído com recursos do ministério e integra a Rede Nacional de Treinamento, em estruturação em todo o País. Os equipamentos utilizados nos Jogos Rio 2016 serão utilizados na instalação, que atenderá atletas olímpicos e paralímpicos (halterofilismo). 

Complexo aquático no Paraná é inaugurado com apoio do Ministério do Esporte

O Santa Mônica Clube de Campo, um dos maiores centros privados de lazer da América Latina, inaugurou o complexo aquático com piscina olímpica projetada com equipamentos de última geração.

O complexo já está homologado pela Federação Internacional de Natação (Fina) para sediar competições estaduais, nacionais e internacionais.

A obra, iniciada em 2013, contou com investimento de mais de R$ 12 milhões e recebeu equipamentos fornecidos em parceria com a Confederação Brasileira de Clubes (CBC) e o Ministério do Esporte. 

Jogos Paralímpicos recebem arenas reformadas

A Vila Olímpica, no Rio de Janeiro, foi totalmente adaptada para receber os Jogos Paralímpicos Rio 2016.

Os equipamentos para as competições também foram adaptados para os atletas paralímpicos, como traves, redes e bolas com guizos para o goalball e o futebol de 5; caiaques paralímpicos, para a canoagem velocidade; pisos de bocha; rampas e pódios, para a natação; e tabelas de basquete. 

Governo garante investimento no esporte paralímpico após Jogos

O ministro do Esporte, Leonardo Picciani, destacou que, a partir de agora, com os equipamentos construídos, o foco passa a ser a otimização do uso e o incentivo ao esporte.

E falou sobre os maiores legados dos Jogos, que são o Centro de Treinamento para 15 modalidades paralímpicas e o aumento da contribuição da Lei Agnelo/Piva. 

Campo de golfe da Rio 2016 foi palco de campeonato nacional

A 63ª edição do Aberto do Brasil ocorreu entre os dias 22 e 25 de setembro. Evento foi o primeiro desde a realização da Olimpíada. A partir de outubro, o campo olímpico entrou em funcionamento em regime de soft opening, tornando-se o primeiro campo público de 18 buracos de nível internacional do Brasil. O acesso às suas dependências é livre. 

Governo destinou R$ 840 milhões para programa esportivo em territórios vulneráveis

O governo federal anunciou a construção de 233 novos Centros de Iniciação ao Esporte – há obras em andamento em 38 deles – em territórios de vulnerabilidade social. O projeto quer estimular a formação de atletas de alto rendimento entre crianças e adolescentes. 

Associações começam a usar o Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo

Equipes de basquete em cadeira de rodas, rugby em cadeira de rodas, goalball e futebol de 5 já ocupam as dependências do centro para treinamentos e jogos pelas competições que encerram a temporada. 

Arena Olímpica é palco de campeonato mundial de Jiu-jitsu

Mais de dois mil atletas do jiu-jitsu vão ocupar a Arena Olímpica do Rio de Janeiro, no Parque Olímpico da Barra, entre os dias 12 e 13 de dezembro. O Abu Dhabi Grand Slam World Tour reúne lutas com e sem kimono em evento com entrada gratuita para o público. 

Governo garante continuidade do Programa de Alto Rendimento

Com resultados acima do esperado – foram 13 medalhistas do total de 19 conquistas pelo Brasil – os ministérios da Defesa e do Esporte garantiram a continuidade dos incentivos para atletas de alto rendimento vinculados às Forças Armadas.

 

Fonte: Portal Planalto, com informações do Ministério do Esporte, da Câmara dos Deputados e do Ministério da Defesa